Por:

Saiba porque deve dar mais atenção à vitamina B12

Recentemente cruzei-me com este artigo sobre a Vitamina B12 e achei um tema bastante importante para ser partilhado. Pedi ajuda à minha colega e amiga Nutricionista Drª Patrícia Segadães para vos explicar melhor a importância desta vitamina.

 

 

Em resumo:

1. O que é afinal a vitamina B12?
A vitamina B12 é uma vitamina hidrossolúvel, ou seja, solúvel em água. Não é sintetizada pelo
organismo, e é só através da alimentação podemos manter os níveis corretos.
2. Em que alimentos se encontra?
A vitamina B12 está presente unicamente em alimentos de origem animal – carne, peixe, produtos lácteos e ovos. Alguns alimentos de origem vegetal têm na sua composição valores apenas residuais deste composto.
3. E no caso dos vegetarianos e vegans?
Esta é uma população que pode sofrer com frequência do défice desta vitamina, alguns estudos indicam que cerca de 60 a 90% dos vegans sofrem com a falta de vitamina B12 no organismo. Nestas populações é recomendável uma suplementação de vitaminas do complexo B ou a ingestão de alimentos enriquecidos neste complexo.
4. Qual é a sua importância para o nosso corpo?
A vitamina B12, desempenha inúmeras funções no organismo, sendo que as principais estão relacionadas com o correto funcionamento de todas as células do organismo, especialmente as células do trato gastrointestinal, sistema nervoso e medula óssea. Para que estas células funcionem corretamente precisam de pequenas quantidades de vitamina B12.
Esta é também uma vitamina fundamental na formação de glóbulos vermelhos, na metabolização de proteínas, hidratos de carbono e lípidos, na síntese de DNA, na síntese de hormonas e neurotransmissores.
5. Como é que acontecem os déficits de Vitamina B12 no organismo?
O seu défice pode estar relacionado com uma alimentação pobre nesta vitamina ou pode tratar-se de um défice funcional, causado por deficiência de outros nutrientes, como o cálcio. Se por qualquer razão existe uma fraca concentração de cálcio no organismo, a vitamina B12 não tem forma de ser absorvida ainda que possa ser consumida em doses adequadas.
É ainda importante referir que a vitamina B12 é uma das poucas vitaminas que o organismo tem capacidade de acumular reservas significativas, principalmente no fígado. Alguns estudos indicam que essas reservas podem cobrir as nossas necessidades durante cerca de 4 a 6 anos. No entanto, e como acabo de referir, o facto de haver reservas de B12 pode não ser sinónimo de níveis adequados deste composto no organismo.

6. Quais são as doenças associadas à falta desta vitamina?
O défice de vitamina B12 pode afetar vários órgãos e sistemas do organismo. O défice de B12 – que pode ser funcional ou estar relacionado com fracas quantidades na alimentação – pode levar a:

Desordens mentais

Desordens cognitivas

Falta de memória

Quadros de depressão

Lesões nos nervos

Causadas pela deficiente formação de hormonas e neurotransmissores
Anemia – Causada pela perturbação na formação de glóbulos vermelhos
Défice de ácido fólico e de vit B9 – Que se formam apenas com auxílio da B12

7. É verdade que existe uma relação entre a vitamina B12 e a saúde oral, mais especificamente a
periodontite?
A periodontite é um dos problemas orais de saúde mais comuns atualmente, alguns estudos recentes mostram que existe uma associação inversa entre os níveis de vitamina B12 no sangue e a progressão da doença periodontal. Embora sejam estudos recentes a ainda pouco conclusivos, existem já várias teorias que identificam possíveis causas desta relação.
Como vimos, a deficiência em vitamina B12 pode levar a quadros de anemia, isto pode refletir-se numa dificuldade acrescida no processo de cicatrização. Esta condição pode facilitar quadros de gengivite, que podem mais facilmente evoluir para a doença periodontal. Outra das teorias apresentadas está relacionada com a importância que a vitamina B12 desempenha na metabolização dos hidratos de carbono. Uma dieta rica em açúcares pode levar a um défice de B12, ao mesmo tempo que aumenta o risco de periodontite. Embora esta relação não esteja ainda completamente fundamentada, é percetível a importância de uma alimentação equilibrada para uma boa saúde oral.


NOTA: Consulte sempre o seu médico ou nutricionista antes de fazer alterações à sua dieta.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *