Por:

Reduza ansiedade e depressão a caminhar

Não arranje desculpas! Caminhar é uma atividade prazerosa e que só lhe trará vantagens.

Para além da quase instantânea sensação de calma e contentamento que acompanham as actividades ao ar livre, a caminhada na natureza pode reduzir a ansiedade e os pensamentos negativos e destrutivos. Muitos de nós já se encontraram consumidos por pensamentos negativos, o que, na melhor das hipóteses, nos afasta do desfrutar do momento, ou na pior, nos leva por um caminho de depressão e ansiedade.

Mas um recente estudo publicado em Proceedings of the National Academy of Sciences sugere que passar tempo na natureza reduz estes pensamentos obsessivos e negativos de uma maneira significativa.

Para conduzir este estudo os investigadores compararam os pensamentos negativos e obsessivos reportados pelos participantes que tinham feito caminhadas urbanas ou na natureza. Descobriram que os que andavam 90 minutos na natureza demonstraram índices de pensamentos menores e também reduziam a actividade neural no córtex pré frontal, uma área do cérebro relacionada com doenças mentais. Já os que caminharam em ambiente urbano não reportaram diminuição.

Os investigadores também perceberam que o aumento da urbanização está relacionado como aumento de estados de depressão e doença mental. Passar mais tempo na natureza pode alterar o nosso estado físico e psicológico. Ainda mais vantajosa será a caminhada se estiver desconectado de tecnologias, podendo aumentar a resolução criativa de problemas.

Outro estudo conduzido por Ruth Ann Atchley e David L. Strayer, demonstra que a solução criativa de problemas pode ser drasticamente melhorada com o desconectar da tecnologia e o reconectar com a natureza.

A tecnologia e o ruído urbano são incrivelmente disruptivos pedem a nossa atenção continuamente e previnem-nos de nos focarmos. Um passeio na natureza sem tecnologia pode reduzir a fadiga mental, a negatividade, os pensamentos obsessivos e acalmar a mente.

Também investigadores da University of British Columbia descobriram que exercício aeróbico não só melhora a perda de memória, como também a previne. Ajuda a reduzir a ansiedade e o stress, aumenta a auto-estima e liberta endorfinas. Muita gente toma medicação para resolver cada um destes problemas, mas a solução para a cura pode ser bem mais simples e saudável do que tomar uma bateria de comprimidos.

Para além de todas estas vantagens, caminhar 30 minutos diários pode ajudar a resolver problemas como: cancro, tensão alta, infarto, derrames, diabetes, artroses, Alzheimer/Parkinson, etc.
Não arranje desculpas! Caminhar é uma atividade prazerosa e que só lhe trará vantagens.

 

Referências:
http://www.collective-evolution.com/2016/04/08/doctors-explain-how-hiking-actually-changes-our-brains/
http://www.medicalnewstoday.com/articles/279085.php

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *