Integral Life / 28.07.2016

Era de madrugada, o sol estava a nascer e eu já tinha andado mais de 20 km a pé. Cheguei então a uma estrada em Satara onde passava um comerciante de especiarias com uma carripana muito barulhenta e desengonçada. Ele sobressaia da viatura cinzenta escura com o seu turbante amarelo girassol e as suas barbas compridas e brancas sobre a pele queimada do sol e alaranjada das especiarias. Pedi boleia com o polegar e apontei para um avião ilustrado na contra capa do meu guia de viagem da Índia. Não dissemos...