Por:

O cheiro atrai pessoas e estimula a memória

O cheiro está presente em tudo, no amor, no apetite, no desejo, nas melhores recordações. No entanto raramente estamos conscientes que os nossos 25 milhões de células olfativas nos causam os mais variados sentimentos.cheiro

O olfato é o mais primitivo de todos os sentidos e está pronto a ser utilizado assim que o bebé nasce, enquanto que os outros sentidos só vão funcionar perfeitamente depois de alguns anos de vida. Observando o comportamento dos bebés, cientistas concluíram que a partir da primeira semana eles já reconhecem o odor da mãe. Todas as pessoas, por sinal, têm um cheiro próprio, uma espécie de combinação final de todas as substâncias odoríferas liberadas através da pele. Não se sabe ainda se o cheiro de cada um é de fato uma marca registada tão particular como uma impressão digital. É provável que sim, segundo a Super Interessante.

Uma inspiração é suficiente para despertar fome, provocar atracção ou repulsa e estimular memórias.

Se a identificação de um aroma está intimamente ligada às memórias e à história de vida de cada um, então as nossas percepções quanto aos cheiros são distintas, cada pessoa estabelece uma relação própria com o aroma que está a sentir. No entanto, a variedade de odores da preferência dos seres humanos está directamente associada à perfumaria, aos óleos essenciais aromáticos, à natureza. Aromas que tornam a nossa vida e convivência tão memorável como agradável.

Podemos então dizer que a nossa memória olfativa será mais vasta consoante a diversidade de cheiros que sentirmos ao longo das nossas vidas. É esta diversidade que quero construir em torno da minha vida, das memórias que os outros guardam de mim._MG_5166

O interesse por este tema nasceu da convivência com Hugo Banha, o director da Perfumaria Otro, que me proporcionou uma “experiência olfativa” sumptuosa. Foi desta forma que vi aumentar a minha sensibilidade para a importância e magnitude do olfato nas nossas vidas. Hoje escolho cautelosamente o cheiro que levo comigo, odores extravagantes, enigmáticos e elegantes, onde tenho reunidas, numa fragrância, as minhas convicções, temperamento e carácter.

 

_MG_5178“Odours have a power of persuasion stronger than the words, appearances, emotions, or will. The persuasive power of an odour cannot be fended off, it enters into us like breath into our lungs, it fills us up, imbues us totally. There is no remedy for it.”, Patrick Süskind, Perfume: The Story of a Murderer.

 

 

 

Curiosidades – Super Interessante:

Cientistas italianos descobriram que um dos primeiros sinais do final de um romance acontece quando um dos parceiros passa a não suportar o cheiro do outro — um cheiro, aliás, sutil, embaçado por perfumes e desodorantes, e que portanto necessita de muita intimidade para ser captado pelo nariz humano.

Os seres humanos precisam do olfato para experimentar a atração sexual, embora isso não seja consciente. Sexo sem cheiro também dá prazer, mas nem tanto, descobriram recentemente cientistas norte-americanos. Numa pesquisa, eles verificaram que uma de cada quatro pessoas com anosmia — perda total de olfato — tem problemas de desempenho sexual.

O odor é tão importante para o sabor que as indústrias de alimentos investem milhões nos chamados aromatizantes artificiais. Hoje já existem mais de dez mil aromatizantes — cada um o resultado da combinação de duzentas a trezentas moléculas de substâncias diferentes. O aroma artificial de morango, que existe desde a década de 60, consumiu exactamente vinte anos de pesquisas.

_MG_5155

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *