Por:

Diz-me o que comes e dir-te-ei como trabalhas

Saiba como uma consulta de nutrição mudou a minha vida. Saiba como os meus hábitos alimentares alteraram o meu bem-estar e a minha produtividade diária.

Nunca lhe aconteceu sentir-se fraco durante o dia de trabalho e pensar que não ia conseguir manter-se produtivo? A mim sim, até ter alterado os meus hábitos alimentares.

Uma grande percentagem da minha falta de energia dizia respeito às minhas más escolhas alimentares ao longo do dia.

Sim, é totalmente verdade que nós ‘somos aquilo que comemos’ e bebemos. Os nossos cérebros consomem 20% do total de calorias que ingerimos num dia, e a qualidade da nossa nutrição tem um impacto direto nos nossos níveis de atenção e produtividade.

Portanto, lembre-se que por mais que se organize para conseguir concretizar os seus objectivos diários e terminar os seus projectos, se não considerar a sua alimentação poder-se-á sentir fraco, com dores de cabeça, ansiedade, quebras de tensão, etc..

A minha primeira consulta de nutrição – Uma dieta adequada às minhas necessidades

O meu dia começa muito cedo e, na maioria dos casos, parece não ter fim. Entre ginásio, consultas, cirurgias, formações, família e gestão da clínica, cheguei a uma fase da minha vida em que me sentia exausto, sem forças.

Foi então que me sentei com a Drª Patrícia Segadães, a nutricionista da nossa clínica, para chegarmos a uma dieta adequada ao meu estilo de vida. Conseguimos reunir os hábitos alimentares que beneficiassem o meu bem-estar e a minha saúde e que estivessem de acordo com os meus objectivos de produtividade diária.

O meu pequeno-almoço

Começo com um bom pequeno-almoço em casa, esta refeição é fundamental para que o dia comece bem. A manhã é a altura do dia em que o corpo está mais recetivo aos nutrientes. Segundo a Drª Patrícia, jamais devemos saltar esta refeição – a energia que temos disponível durante o dia seria seguramente muito menor.

Sugestões da especialista para o pequeno almoço:

Aqui a fruta não pode faltar. Algumas vezes opto por ingeri-la em sumos onde posso misturar mais de uma variedade de fruta fresca e sempre que possível acrescento frutos vermelhos (mirtilos, framboesas, romã, morangos, etc.). Os frutos vermelhos são antioxidantes, são ricos em fitoquímicos e vitaminas, tendo a mais-valia de serem muito pouco calóricos e de terem um baixo teor de hidratos de carbono, quando comparados com outras frutas.

Hugo Madeira pequeno almoçoOvos ao pequeno-almoço também são uma ótima opção, para além de saciantes e saborosos, são uma excelente proteína, perfeita para iniciar o dia.

Outro alternativa pela qual também opto muitas vezes: uma chávena de chá verde, sem açúcar, duas fatias de pão integral com pasta de amêndoa e, mais uma vez, fruta.

_mg_2569Depois do treino

Quando vou treinar, no final de cada sessão, consumo um reforço proteico da Whey ou um iogurte grego com sementes (chia, girassol ou abóbora), aveia (sem glúten) e fruta.

Meio da manhã

A meio da manhã, e porque o intervalo entre consultas é muito reduzido, como algumas castanhas do brasil, porque são fáceis de transportar e de comer em qualquer altura. Este é um dos frutos secos mais ricos do ponto de vista nutricional.

Ao almoço refeições leves

Ao almoço, que por vezes pode ser tardio, opto por refeições leves, mas completas. Evito comidas com molhos, fritos ou panados ou grandes pratos de massas. As refeições leves são fundamentais, para que tenha energia suficiente, sem que fique demasiado cheio.

peixe com legumes

Ao almoço não pode faltar carne ou peixe, muitos vegetais (que tento que sejam o mais variados possíveis) e uma boa fonte de hidratos de carbono como a batata-doce, quinoa, arroz integral, sempre que possível, leguminosas, etc..

Não esquecer o lanche

Durante a tarde mais uma vez o tempo não é muito, e portanto os frutos secos são sempre uma boa opção para ir beliscando, assim como umas barritas naturais, sem cereais e açúcares adicionados.

Ao jantar e para finalizar

Ao jantar repito a regra do almoço e dependendo do apetite, posso ou não comer uma sopa de legumes caseira. Aqui, muitas vezes, acompanho a refeição com um copo de vinho.

sopa ligeira

O vinho tinto tem sido apontado como um bom aliado no combate ao envelhecimento, tem uma ação benéfica no sistema cardiovascular, uma forte ação antioxidante e apresenta ainda um potencial anti-inflamatório. Mas atenção, o copo de vinho é recomendado no caso de pessoas saudáveis.

_mg_2563

A alimentação da minha equipa

A minha produtividade e o meu bem-estar alteraram-se de tal forma, que incentivei os elementos da minha equipa a serem consultados pela Drª Patrícia Segadães. Para cada um deles foi desenhada uma dieta correspondente às suas características e necessidades, e os resultados foram muito significativos – bem-estar e produtividade!

 


A Drª Patrícia faz parte da minha equipa clínica.
Se tiver interesse em agendar uma consulta de nutrição, pode fazê-lo através do seguinte formulário de contacto.

Deixar uma resposta