Por:

Conheça 8 formas eficazes de evitar o vírus da gripe

Em colaboração com o meu amigo e médico Dr. Pedro Coelho Lopes, reunimos aquelas que serão as formas mais eficazes de reduzir a probabilidade de contágio por gripe. Segundo o especialista, não há uma fórmula para evitar a gripe, mas existem formas de nos protegermos dela.

A contaminação pelo vírus da gripe acontece tão facilmente como a conversar com um amigo que esteja já infetado, como tocar numa superfície ou objeto onde tenham caído pequenas gotas de saliva ou secreções nasais de outra pessoa ou simplesmente a respirar numa sala de espera onde alguém com gripe tenha espirrado ou tossido.

No último Inverno a gripe e o frio fizeram mais de 5.500 mortes, além do que era
esperado, segundo o relatório do Programa Nacional de Vigilância da Gripe. Estes dados correspondem a uma taxa de 54 mortes por cada 100 mil habitantes, de acordo com o relatório do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.

De seguida, conheça mais sobre esta infeção e fique com as 8 formas mais eficazes de evitar o contágio por gripe este Outono/Inverno.

  1. O mito da vitamina C

É verdade que há estudos que provam que a vitamina C ajuda a prevenir as constipações comuns. No entanto, o mesmo não se verifica no caso da gripe. Aquilo que sabemos é que a suplementação regular com vitamina C contribui para uma redução da gravidade e duração dos episódios de gripe, contudo, não vai prevenir o contágio.

  1. Beber muitos líquidos e manter a mucosa das vias respiratórias hidratadas

O vírus da gripe entra no organismo através da mucosa das vias respiratórias superiores (nariz, boca, faringe e laringe), que constituem uma barreira de proteção para vírus e outros microorganismos. Algumas pessoas têm as mucosas mais secas o que facilita a aderência do vírus e o torna mais resistente. Daí a explicação para o facto dos fumadores terem maior probabilidade de apanhar uma gripe e de desenvolverem uma infeção maior. Posto isto, beber quantidades significativas de água hidrata a mucosa e ajuda a combater o vírus.

  1. Pratique desporto

Um estudo levado a cabo pela London School of Hygiene and Tropical Medicine chegou à conclusão, questionando uma amostra de 4.800 pessoas, que aqueles que praticam mais exercício físico, durante pelo menos 2 horas e meia por semana, têm menos 10% de probabilidade de ter gripe. Isto porque quando fazemos desporto estamos a fortalecer o sistema imunitário. Para além disso, quando praticamos desporto produzimos mais secreções nasais, o que vai ajudar a eliminar os agentes agressores das fossas nasais, impedindo assim que estes atinjam os pulmões. Pegando ainda no ponto anterior, quando fazemos desporto sentimos necessidade de beber mais líquidos e assim contribuímos para uma melhor hidratação da mucosa das  vias respiratórias.

  1. Evitar ambientes secos e frios

A utilização de aquecimentos e de aparelhos de ar condicionado seca o ar ambiente e contribui para a desidratação das mucosas, aumentando o risco de infeção. Para além disso, a manutenção dos aparelhos e limpeza dos filtros deve ser acautelada como forma de prevenir a propagação de vírus e outros agentes. Portanto, para além de manter a sua casa arejada para evitar que o ambiente esteja muito seco procure respirar ar fresco em sítios amplos e abertos. Este Inverno, experimente fazer caminhadas e passear em jardins ou à beira mar.

  1. Limpar e arejar a casa

Uma casa fechada e suja é o ambiente ideal para a transmissão de vírus. Portanto, areje a sua casa 2 ou 3 vezes por dia, e mantenha-a limpa, dando particular atenção a objetos que são partilhados por toda a família como sejam as maçanetas das portas, os botões e comandos dos eletrodomésticos, entre outros.

  1. Fuja de aglomerados e espaços fechados

Segundo um estudo realizado pela Universidade do Arizona, uma só pessoa num escritório pode contagiar metade dos colegas em menos de 4 horas. Não pode evitar o escritório, bem sabemos, mas pode evitar outros espaços fechados e com aglomerados de pessoas. No entanto, se estiver com gripe deve permanecer em casa para se proteger a si e aos seus colegas.

  1. Vacinação

A vacinação contra a gripe é um método muito eficaz para prevenir a gripe e as suas complicações. A vacina não é obrigatória, mas está recomendada para pessoas pertencentes aos chamados grupos de risco: crianças com menos de 5 anos e adultos com mais de 65 anos idades, grávidas e pessoas com doenças crónicas ou sistema imunitário debilitado, profissionais de saúde e pessoas que vivam em comunidade (quartéis, prisões, lares, etc.). A atual campanha da vacinação contra a gripe arrancou no início de Outubro, e as vacinas contra a gripe sazonal são gratuitas para as pessoas pertencentes aos grupos referidos anteriormente.

  1. Lavar as mãos constantemente

As bactérias podem sobreviver num pano ou no chão, mas os vírus só sobrevivem dentro da célula de um mamífero. Se as nossas mãos estiverem em contacto com o vírus da gripe, e se nesse momento tocamos nos olhos ou levamos a mão à boca ou nariz, já estamos contaminados. Portanto, a lavagem regular das mãos ou a utilização de um gel desinfetante adequado é uma forma eficaz de prevenir a gripe, quando entramos em contacto com superfícies potencialmente contaminadas. Lave a mãos o mais que possa, cerca 10 vezes por dia seria ideal. Lavar as mãos constantemente pode reduzir em 90% o risco de contaminação por gripe.

Referências
http://www.insa.pt/sites/INSA/Portugues/Paginas/portalInicio.aspx
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23440782
http://www.lshtm.ac.uk/newsevents/news/2014/flusurvey_prelim_results_2014.html
http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0057485
https://uanews.arizona.edu/story/germs-spread-fast-at-work-study-finds
http://elpais.com/elpais/2016/10/10/fotorrelato/1476119350_327489.html#1476119350_327489_1476120087
http://www.saudepublica.web.pt/04-prevencaodoenca/046-Gripe/Gripe_Publico-Folheto.pdf

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *